Colesterol alto: saiba como reduzir suas taxas

Hoje, dia 8 de agosto, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. A data foi estabelecida com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de controlar os níveis da substância no sangue e prevenir doenças cardiovasculares. Isso porque, o colesterol elevado é uma das principais causas de doenças cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral (AVC).

O que é colesterol?

Ao contrário do que muitos pensam, a maior parte do colesterol é produzida naturalmente pelo organismo, somente uma porção menor vem da alimentação.

Embora seja visto como algo prejudicial à saúde, a substância desempenha diversas funções essenciais no corpo humano:

  • É componente estrutural das membranas celulares;
  • É Precursor da Vitamina D;
  • É importante para o bom funcionamento cerebral e cognitivo;
  • Atua na produção dos ácidos e sais biliares;
  • É essencial para a produção de hormônios, entre eles testosterona, estrógeno e cortisol.

Contudo, o perigo está nos níveis elevados da substância, que se deposita nas paredes das artérias, formando placas de gordura (ateromas), o que ocasiona a redução do fluxo sanguíneo em regiões importantes do corpo, como cérebro, coração e rins.

Você sabia que existe mais de um tipo de colesterol? Veja abaixo a diferença entre eles!

Os tipos de colesterol:

LDL: Lipoproteinas de Baixa Densidade (LDL-c) – conhecido como o “mau colesterol”, é responsável pelo transporte de colesterol, produzido pelo fígado, para as células, onde serão utilizadas.

O excesso de LDL-c na circulação, sem aproveitamento pelas células, aumenta o risco de aterosclerose (entupimento das artérias pela gordura).

HDL: Lipoproteinas de Alta Densidade (HDL-c) – conhecido como “bom colesterol”, é responsável por retirar o excesso da substância na circulação, levando-a de volta ao fígado.

A função do HDL-c é carregar a substância de outras partes do corpo de volta para o fígado. O fígado, então, vai remover essa gordura do organismo.

Os perigos do colesterol alto:

Os triglicerídeos e LDL, são as principais fontes de gordura que circulam no sangue. Por isso, quando sua concentração está muito elevada, (valor de LDL igual ou superior a 130 mg/dL), pode causar o entupimento dos vasos sanguíneos, aumentado o risco de doenças cardíacas como pressão alta, infarto e, até, AVC.

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 40% dos brasileiros estão com os níveis altos de colesterol, aumentando o risco de doenças cardiovasculares. A boa notícia é que algumas mudanças na alimentação e no estilo de vida podem reduzir, significativamente, os níveis da substância no sangue.

6 dicas para controlar o colesterol

Na maioria das pessoas, os níveis elevados da substância devem-se a uma alimentação rica em gorduras saturadas e hidrogenadas e a um estilo de vida sedentário, assim, simples mudanças nos hábitos do dia-a-dia são essenciais para baixar o colesterol.

  1. Consuma mais fibras:

As fibras são as principais aliadas da saúde cardiovascular. Elas possuem a capacidade de reduzir a absorção do colesterol no intestino. São encontradas em alimentos de origem vegetal como cereais, frutas e leguminosas.

  1. Evite as gorduras saturadas e trans

O consumo de gorduras saturadas e trans são a principal causa de aumento dos níveis de LDL. Elas são encontradas, geralmente, em alimentos de origem animal, e a gordura trans, em alimentos industrializados.

  1. Prefira os alimentos ricos em “gorduras boas”

Para adequar os níveis de colesterol é de grande ajuda consumir as chamadas “gorduras boas” (HDL), disponíveis no azeite de oliva e peixes como salmão e sardinha ou semente de linhaça. Esse tipo de gordura atua impedindo a obstrução das artérias, além de reduzir o LDL no sangue.

  1. Faça exercícios físicos regulares

Os exercícios aeróbicos como natação, corrida, caminhada, hidroginástica ou bicicleta, são as melhores opções para diminuir o colesterol LDL no sangue e, por isso, deve-se fazer no mínimo, 30 minutos, 3 vezes por semana.

  1. Consuma mais alho

O alho, além de reduzir os níveis de LDL, aumenta também os níveis de HDL. Um dente de alho por dia é, em geral, suficiente para ajudar a regular os níveis de colesterol.

  1. Consuma mais berinjela

O suco de berinjela é um excelente remédio caseiro para controlar o LDL, pois contém um alto teor de substâncias antioxidantes, especialmente na casca.

Lembre-se!

Em alguns casos, o controle do colesterol só é possível por meio do uso de medicamentos. A presença de sedentarismo, obesidade, diabetes, hipertensão arterial, hábito de fumar, história familiar de infarto devem ser consideradas quando se determina o nível ideal de colesterol para cada pessoa. Dessa forma, é importante consultar o médico regularmente e realizar os exames de sangue anuais, principalmente, quando há histórico familiar de doenças cardiovasculares.

O Hospital do Coração (Hcor) divulgou recentemente novas opções de combate ao colesterol. Leia a notícia, na íntegra aqui!

Uma vida saudável depende da pratica regular de exercícios físicos, manter uma dieta equilibrada e realizar os exames preventivos. Como estão seus exames regulares? Tem percebido uma elevação nas taxas de colesterol? Conte sua experiência nos comentários e compartilhe essa informação com seus amigos e familiares. Conhecimento pode salvar vidas!

Se ainda não possui um plano de saúde ou deseja melhorar o plano atual em relação a valores e coberturas, converse com um de nossos especialistas, agora mesmo!

DATA
08-08-18
CATEGORIAS

COMPARTILHE