Importância da Saúde Ocupacional

Nem todo mundo entende sobre a importância da Saúde Ocupacional e as funções desse tema para o colaborador e a rotina que ele realiza diariamente dentro de uma empresa. Pode até parecer “tempestade em copo d’água”, mas tem como objetivo resguardar a qualidade de vida dos colaboradores dentro do ambiente empresarial.

 

O que é Saúde Ocupacional?

Saúde Ocupacional é um ramo da medicina que atua na prevenção de doenças e problemas laborais causadas pelo ambiente e rotina de trabalho em que o colaborador está inserido, seja ele trabalho físico ou mental. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a finalidade dos serviços de Saúde Ocupacional consiste em proporcionar as condições necessárias para a garantia do mais elevado grau da qualidade de vida no trabalho.

A implementação de técnicas que analisam a saúde do colaborador dentro do ambiente de trabalho consiste na realização de exames periódicos para analisar a saúde do funcionário, criando assim, uma relação mais segura entre empresa x colaborador. Por consequência, o colaborador se sente seguro e motivado para realizar suas tarefas diárias, aumentando assim, a produtividade no ambiente de trabalho.

 

Saúde e segurança no trabalho

A proteção e a promoção da saúde e bem-estar no ambiente corporativo são dois objetivos comuns de dois braços que atuam nas condições de trabalho do colaborador, a saúde e segurança no trabalho.

Segurança no trabalho é uma medida que deve ser adotada para preservar o bem-estar do colaborador e preservar a integridade física para possíveis acidentes no ambiente laboral, como o uso de equipamentos de segurança e melhorias no ambiente estrutural de trabalho, caso haja necessidade de forma preventiva. Já a saúde no trabalho está relacionada às possíveis doenças ocupacionais, ou doenças que o colaborador pode adquirir no ambiente de trabalho, que pode depender do serviço prestado pelo mesmo. Desta forma, é priorizada a qualidade de vida do trabalhador, considerando a saúde física, mental e social.

Reguladas pelas Normas do Ministério do Trabalho, qualquer empresa, seja pública ou privada, que possuam trabalhadores contratados sob regime da CLT, devem seguir as Normas Regulamentadoras (NR) relacionadas à segurança e medicina do trabalho, dentre as quais podemos destacas a PPRA e o PCMSO.

 

Saúde laboral

Importância da Saúde Ocupacional

PPRA e PCMSO

         Estabelecida pela NR9, o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) é um programa obrigatório para todas as empresas. Este programa deve ser planejado pela empresa e precisa estabelecer uma metodologia de ação, para garantir a preservação da saúde e integridade dos trabalhadores. Esse planejamento deve seguir as seguintes etapas:

  1. Antecipação e conhecimento dos riscos;
  2. Estabelecimento de prioridades e metas de avaliação e controle;
  3. Avaliação dos riscos e da exposição dos trabalhadores;
  4. Implantação de medidas de controle a avaliação de sua eficácia;
  5. Monitoramento da exposição dos riscos;
  6. Registro e divulgação dos dados.

Na maioria das vezes, a elaboração do programa é realizada por profissionais especializados em técnica de segurança, engenharia de segurança, ou até mesmo, em medicina do trabalho.

O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), estabelecida pela Norma Regulamentadora 07, é parte de um conjunto abrangente de iniciativas para a promoção e preservação da saúde dos trabalhadores. Tem como obrigatoriedade exames ocupacionais, como admissionais, periódicos, no retorno ao trabalho, em caso de mudança de função e demissional. Para mais, é necessário a implementação de medidas para prevenir, monitorar, controlar, e detectar riscos de possíveis danos à saúde do colaborador no ambiente de trabalho.

Leia também: Saiba o que é Cultura de Saúde e como adaptá-la ao seu negócio

 

Como uma Gestão de Risco pode auxiliar a Saúde Ocupacional das empresas?

Além de proporcionar a saúde física e mental de seu colaborador, o conceito de saúde laboral pode ser uma ótima aliada para atrair e reter talento. Identificar e evitar as doenças crônicas por conta da rotina estressante no ambiente de trabalho, faz com que aumente a possibilidade em economizar com o Plano de Saúde. Imaginemos que um funcionário de sua empresa esteja com dores lombares por conta da posição da cadeira que ele utiliza no dia a dia. É bem provável que ele irá realizar alguns exames para solucionar esse problema, e desfalcará a equipe e, consequentemente, implicará nos resultados da empresa.

Outro fator importante, sem a contratação de uma consultoria especializada em Gestão de Riscos, o desperdício financeiro com a má utilização do Plano de Saúde acaba impactando na falta de produtividade do colaborar, que muitas vezes precisa se ausentar de forma desnecessária para a realização de uma consulta médica, assim também com a carência de suporte nos procedimentos de internação hospitalar dos funcionários.

Utilizando a cultura da Saúde Laboral e uma consultoria em Gestão de Riscos, as empresas conseguem suprir a ausência no gerenciamento nos grupos de ricos, como diabéticos, hipertensos, entre outros, os quais costumando utilizar com mais frequência os planos de saúde.

 

Sistema de Análise de Saúde

Pensando nisso, a Célebre Corretora criou um completo Sistema de Gestão de Saúde, onde detecta irregularidades na utilização do plano de saúde nas empresas. Em um trabalho alinhado com a área de RH, e pelo fato dos gastos das empresas com planos de saúde terem aumentado consideravelmente nos últimos anos, o Sistema de Análise de Saúde (SAS), desenvolvido pela Célebre, proporciona aos profissionais de recursos humanos a obtenção e controle de informações em ações visando a saúde, para auxiliar a produtividade do trabalhador.

Este sistema conta com software que dá a possibilidade de a empresa ter todo o registro de consultas e exames realizados, controle de afastamento por doenças, balanço anual com comparativo de ocorrências por setor, entre outras funcionalidades. Com esse auxílio, é possível a empresa trabalhar melhor as condições de saúde de seu colaborador, aumentando os indicativos de produtividade e resultados.

DATA
26-07-18
CATEGORIAS

COMPARTILHE