Mulheres são maioria entre beneficiários de planos de saúde

Segundo dados recém divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres são maioria no Brasil, representando 51,4% da população brasileira. Durante o mês de março, onde se comemora o Dia Internacional da Mulher, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), fez um levantamento interessante sobre a participação da mulher no mercado de planos de saúde.

Este levantamento aponta que, em janeiro de 2018, havia 47 milhões de pessoas beneficiárias de planos de saúde. Deste número, cerca de 25 milhões, ou seja, 53% do total são mulheres.

Quando o assunto é saúde, uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde e pela ANS em 2016, apontou que as mulheres estão mais atentas em questões relacionadas à saúde. O que motivou esse aspecto, chama a atenção o número de beneficiários com excesso de peso e obesidade. 61,3% dos homens apresentaram sobrepeso e 18% apresentaram obesidade. Já nas mulheres, este número é menor, onde 47% indicaram excesso de peso e 17% das mulheres foram apontadas com obesidade.

Além desses indicadores onde apontam que a mulher é mais ativa nos planos de saúde, em 2018, O Rol de Procedimentos da ANS, incorporou quatro importantes cirurgias relacionadas à saúde da mulher: tratamento contra o câncer de ovário, restauração do suporte pélvico, desobstrução e restauração da permeabilidade das tubas uterinas. A Agência também desenvolve melhorar o gerenciamento de atendimento pós-parto entre as beneficiárias de planos de saúde.

Outras medidas para a melhoria na prática obstétrica no Brasil, com publicação de resolução normativa, como a RN 368, obriga as operadoras a divulgarem os percentuais de cesarianas e partos normais por estabelecimento de saúde e por médico, e a fornecer o Cartão Gestante entre as beneficiárias de plano de saúde. Ainda, a RN 398 obriga as operadoras e hospitais a contratarem obstetrizes e enfermeiros quando houve disponibilidade desses profissionais.

A ANS também incentiva as operadoras a desenvolverem programas de Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças (Promoprev), que tem como objetivo a contribuir para a melhor qualidade de vida entre os usuários de planos de saúde. Atualmente, há 1,7 mil programas sendo desenvolvidos e eles atendem mais de 2,1 milhões de beneficiários, onde 274 programas são destinados somente para as mulheres.

DATA
05-04-18
CATEGORIAS

COMPARTILHE