Notícia sobre cura para diabetes é Fake News

Textos compartilhados na web falam de vacina e cura da diabetes

Tem circulado nas redes sociais um texto noticiando sobre uma vacina contra diabetes que teria sido anunciada oficialmente, e outro texto informando sobre a cura da doença, e ambos os textos já foi compartilhado milhares de vezes na internet. Mas tudo não passa de uma notícia falsa.

Segundo Luis Turatti, presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), a doença não tem cura e não existe nenhuma vacina no mercado para evita-la. O que existe hoje é o controle e um direcionamento de alimentação balanceada, prática de exercícios físicos e uso de medicamentos de acordo com a recomendação médica para às pessoas que tem diabetes.

Ainda Luis Turatti afirma que existe um estudo sendo realizado nos Estados Unidos para a reversão de diabetes tipo 1, usando a vacina contra tuberculose. No entanto, os testes ainda estão em fase preliminar e, até o memento, não apresentaram resultados conclusivos.

 

O que é Diabetes e quais são os tipos da doença?

 A diabetes é um grupo de distúrbios metabólicos que apresenta em comum a elevação da glicose no sangue devido aos defeitos na ação da insulina, responsável por manter o controle do açúcar no sangue. Os alimentos ingeridos se transformam em um tipo de açúcar (glicose), e é usada pelos tecidos como energia. Quando a glicose não é bem utilizada pelo organismo, sua taxa se eleva no sangue e acaba ocasionando a hiperglicemia.

Há dois tipos de diabetes: Tipo 1 e tipo 2.

Na diabetes tipo 1 a produção de insulina é insuficiente decorrente de um defeito no pâncreas, onde acaba afetando o sistema imunológico. Os portadores necessitam de injeções diárias de insulina para manter a glicose em níveis normais no sangue. A diabete tipo 1 é comum em crianças, adolescentes ou em jovens adultos.

Já na diabete tipo 2 existe a presença de insulina, mas sua ação é dificultada pela obesidade, o que é conhecida como resistência insulínica. A diabete tipo 2 aparece geralmente em pessoas obesas com mais de 40 anos de idade. Apesar de também ser visto com bastante frequência em adultos jovens por causa de maus hábitos alimentares, falta de atividade física e estresse da vida urbana. Na maioria das vezes, por ter poucos sintomas, o diabetes permanece por muitos anos sem diagnóstico, o que acaba favorecendo a ocorrência de complicações no coração, no cérebro e em outros órgãos vitais.

 

Sintomas

Os portadores de diabetes desconhecem que tem a doença e seus sintomas mais comuns são:

  • Urinar excessivamente
  • Sede excessiva
  • Aumento do apetite
  • Perda de peso constante

Na diabetes tipo 1, quando não é feito o diagnóstico aos primeiros sintomas, os portadores podem até perder a consciência e entrar em coma. Já nos portadores da diabetes tipo 2, os sintomas aparecem aos poucos. Surge a possibilidade de diabetes quando familiares próximos possuem a doença, em pessoas com idade maior que 45 anos, excesso de peso ou obesidade, pressão alta, colesterol elevado e mães de nascidos com mais de 4kg.

DATA
23-03-18
CATEGORIAS

COMPARTILHE