O que é Medula Óssea?

Tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido também por “tutano”. Na medula óssea são produzidos os componentes do sangue: hemácias, leucócitos e plaquetas. 

Para algumas doenças que afetam as células do sangue, como leucemias e linfomas, o transplante de medula óssea é o tratamento mais indicado. Ele substitui a medula doente por células normais com intuito de reconstituir uma nova medula saudável.  

Passos para ser um doador de medula

1- Posso ser doador?

Verificar se está apto para ser doador de medula óssea. 

  • Idade entre 18 e 55 anos; 
  • Ter bom estado de saúde; 
  • Não possuir epilepsia ou diabetes (uso de insulina). 

2- Cadastro no hemocentro 

Ir no hemocentro de sua cidade portando documento com foto para cadastro e coleta de 5ml de sangue. Neste exame será visto a compatibilidade (HLA) para verificação do tipo de medula óssea. 

3- Como funciona? 

Após se cadastrar, seus dados serão incluídos no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Importante que sempre atualize seus dados no site redome.inca.gov.br.

4- Compatibilidade 

Caso seja compatível, você será chamado para testes mais completos. 

5- Como é feita a doação? 

A doação pode ser feita de 2 maneiras:  

  • Coleta direta pelo osso da bacia, utilizando uma agulha para punção da medula óssea. O doador recebe anestesia geral e fica 24h de observação. 
  • Coleta por aférese. Nela o doador utiliza medicamento específico durante 5 dias com o intuito de aumentar o número de células tronco. Após este período, a doação é feita através de uma máquina que colhe o sangue da veia do doador, separa as células tronco e devolve os elementos que não serão usados pelo paciente. O doador é liberado no mesmo dia. 

6- Recuperação 

A medula óssea do doador se recompõe em 15 dias. 

Para se tornar um doador de medula óssea, procure um dos hemocentros de sua cidade e realize o cadastro. 

DATA
02-10-19
CATEGORIAS

COMPARTILHE