Janeiro Branco: a importância de cuidar da saúde mental dos colaboradores

Prazos apertados, metas a serem batidas, pressão por resultados… esses são cenários comuns no ambiente corporativo. No entanto, essa rotina agitada exige uma maior preocupação com a saúde mental.

No mês dedicado a conscientizar a população sobre a importância da saúde mental, é importante realizar um balanço e identificar pontos que podem afetar a saúde emocional em todos os campos, principalmente no trabalho.

Tendo em vista o estigma que acompanha os transtornos mentais, os empregadores precisam garantir que os colaboradores se sintam apoiados emocionalmente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, mais de 300 milhões de pessoas sofrem com a depressão e mais de 260 milhões vivem com transtornos de ansiedade em todo o mundo.

Nos últimos anos, os RHs têm percebido uma tendência de crescimento nos indicadores relacionados aos transtornos mentais e comportamentais, que afetam consideravelmente os índices de turnover e absenteísmo.

De acordo com o Boletim sobre Benefícios por Incapacidade, divulgado em 2017 pelo Ministério da Fazenda, os transtornos mentais já são a terceira maior causa de afastamento e correspondem a 9% da concessão de auxílio-doença e incapacidade para o trabalho. Além disso, estima-se que até 2020, a depressão será a principal causa de afastamento do trabalho.

Mas, afinal, como melhorar esse quadro? Antes de qualquer coisa é necessário avaliar o comportamento e queixas do quando laboral e identificar possíveis gatilhos que podem afetar a sua saúde mental.

Veja, a seguir, como identificar esses gatilhos e como melhorar a saúde emocional dos seus colaboradores!

Fatores que impactam a saúde mental do colaborador

Entre as situações mais comuns estão:

  • Carga de trabalho elevada que exige do colaborador um desempenho além do que é possível;
  • Tarefas inadequadas às competências dos funcionários;
  • Falta de clareza na definição das funções e objetivos organizacionais;
  • Comunicação ineficaz e falta de apoio das lideranças;
  • Má gestão nas mudanças organizacionais,
  • Políticas inadequadas de saúde e segurança;
  • Bullying e o assédio psicológico.

Como identificar gatilhos que impactam a saúde mental do colaborador?

1.     Mapeamento individual

Uma das ferramentas utilizadas pelas empresas para identificação precoce destes transtornos tem sido a aplicação de um questionário de saúde com questões relacionadas à saúde mental. E também dos respectivos sintomas físicos, como fadiga, problemas relacionados ao sono e mudança nos hábitos alimentares. Além disso, questões relacionadas aos sintomas emocionais, como dificuldade de concentração, perda de memória, irritabilidade, perda de motivação, sentimento de fracasso e incerteza.

2.     Acompanhamento dos indicadores de saúde

Além das ferramentas de mapeamento individual, é fundamental desenvolver campanhas internas de esclarecimento sobre o tema, capacitar os gestores sobre como reconhecer os sintomas de estresse ou estafa nos membros da sua equipe, bem como desenvolver programas destinados aos colaboradores sobre gerenciamento destes fatores.

Dicas para promover a saúde emocional dos seus colaboradores


É essencial que o RH e toda a equipe de liderança saiba trabalhar o lado emocional da sua equipe para mantê-la engajada. Para isso, listamos algumas dicas de como melhorar as relações com os funcionários e criar um ambiente positivo de ambiente empresarial um local mais envolvente.

1. Faça o empregado se sentir valorizado e confiante

O sentimento de valorização promove outras emoções positivas, o que leva a uma melhoria do ambiente empresarial e os supervisores imediatos são os mais indicados para promover esse tipo de sentimento.

Eles estão em contato direto com os funcionários e podem incentivá-los, reforçando os bons trabalhos apresentados.

Essas pequenas ações podem gerar um ambiente mais agradável e tranquilo, o que aumenta o engajamento dos funcionários. Confiantes com os bons resultados, os colaboradores passam a se sentir mais inspirados e a ajudar outros colegas de trabalho.

2. Envolva os funcionários

O engajamento de um funcionário pode ser medido pela vontade dele de recomendar a organização em que trabalha como um lugar para trabalhar e fazer negócios.

Por isso, os funcionários precisam sentir que pertencem a uma organização e estão orgulhosos de ser parte dela. Deixar claro para os funcionários os rumos para onde a empresa está indo e de que maneira eles estão ajudando a organização a alcançar seus objetivos é uma boa maneira de fazê-los se sentirem parte do negócio.

Além disso, os trabalhadores que se conectam emocionalmente com a organização em que atuam são mais propensos a ficar com a empresa.

Os colaboradores que se sentem partes da empresa acabam se dedicando mais ao que fazem, entregando trabalhos melhores em menos tempo e ficando na organização por mais tempo, o que, consequentemente, reduz os gastos da empresa.

3. Entusiasmo é a chave

Quando os funcionários se sentem entusiasmados com seus empregos, eles se esforçam para entregar além do esperado e até a começar a pensar fora da caixa para executar um trabalho ou tarefa.

Os funcionários que estão entusiasmados com seu trabalho ficam animados para estar na empresa, não só por conta do salário ou a próxima promoção, mas porque eles se preocupam com a organização e querem trabalhar para ajudar a organização a atingir seus objetivos.

Para isso, os gestores devem manter um espírito animado quando estiverem alinhando tarefas e passando trabalhos para os funcionários. Afinal, a melhor maneira de promover o entusiasmo é estar entusiasmado!

DATA
16-01-19
CATEGORIAS

COMPARTILHE